Tentando crescer o Threads, Meta passa a mostrar postagens do app no Facebook

Plimp Malvern
Plimp Malvern
3 Min Read

App tenta concorrer com o X (antigo Twitter), mas enfrenta o desafio de pouco engajamento

A Meta parece estar fazendo de tudo para trazer usuários ao Threads. Além de novos recursos como edição de postagens, a empresa de Mark Zuckerberg está exibindo postagens do Threads no Facebook como uma tentativa de aumentar o engajamento.

Usuários do Facebook reportaram um novo carrossel no aplicativo, chamado “For You on Threads”, segundo informações do Tech Crunch. É como um feed personalizado, mas só com publicações feitas em outra rede social da Meta.

O Threads é semelhante ao X (antigo Twitter), mas teve uma fraca adesão depois do primeiro mês. O app, cuja conta só pode ser criada através de um perfil já existente do Instagram, recebeu 100 milhões de usuários em cinco dias, mas relatórios indicaram uma queda de 70% dos usuários ativos apenas duas semanas após o lançamento.

Vale ressaltar que, no momento de estreia do app, as mudanças no então Twitter haviam gerado um sentimento de descontentamento geral entre usuários do app. Musk havia declarado que contas não verificadas só poderiam ver 600 postagens por dia, por exemplo, e os preços para ter uma conta ‘premium’ são R$ 42/mês ou R$ 629/ano. O ‘boom’ de usuários no Threads foi e veio, e o X continuou com o mesmo alcance.

Competição com o X?
Mesmo com a queda em número de usuários, a Meta continuou trazendo atualizações para o app, como a edição gratuita de postagens (é preciso pagar uma mensalidade para fazer o mesmo no X). Outra semelhança ao Twitter que deve chegar em breve é o “trending topics” (tópicos em tendência), mas Adam Mosseri, CEO do Instagram, já deixou claro que o Threads não deve amplificar notícias através do recurso.

“As pessoas podem compartilhar notícias; as pessoas podem seguir contas que compartilham notícias. Mas também não vamos amplificar novidades na plataforma. Fazer isso seria muito arriscado, dada a maturidade da plataforma, as desvantagens do excesso de promessas e os riscos”, esclareceu Mosseri em publicação. A empresa parece estar evitando um possível conflito com portais de notícias, algo que já é quase rotineiro na própria Meta e no Google, mas, ao fazer isso, também está ignorando um dos pontos mais fortes do X: a rápida disseminação de informações.

Share This Article
Leave a comment