O que as tendências de marketing nos mostram sobre como gerar resultados de valor

Plimp Malvern
Plimp Malvern
17 Min Read

Dia após dia o marketing tem enfrentado desafios mais ousados. E não é para menos, os clientes estão mais exigentes. A facilidade com que os consumidores têm acesso às ofertas do mercado transforma seus desejos a todo o tempo.

A fim de buscar um relacionamento mais profundo e personalizado, as empresas devem estar atentas à transformação digital. É acompanhando as novas tecnologias que as companhias conseguem criar ferramentas para interagir com os clientes, ouvindo suas dúvidas, reclamações, expectativas e agendando serviços. Com o diferencial de ser a qualquer momento, no conforto da sua residência ou no intervalo de uma rotina exaustiva de trabalho.

Assim como novas tecnologias surgem a cada dia, o marketing se vê obrigado a acompanhar as novidades do mercado e como os consumidores reagem a elas. Por isso, é importante estar alerta sobre as previsões dessa dinâmica.

5 tendências de marketing para gerar resultados de valor em 2023 (1)

Atenta às novas tecnologias e opções de uso para o marketing, a Gartner, empresa mundial de pesquisa e aconselhamento para empresas, definiu cinco principais tendências do marketing para 2023. O objetivo é que as lideranças aprendam a estabelecer estratégias para gerar resultados de valor. São elas:

1 – Combate a conteúdo que fere a reputação da marca

Os debates sobre como combater as informações falsas são constantes. À medida que a inteligência artificial avança, torna-se crescente o risco do aumento da volumetria de material falso nas mídias sociais. Por isso, a Gartner aponta como tendência do marketing criar alternativas para impedir a proliferação de conteúdos difamatórios ou sem fonte.

A previsão da Gartner é que 80% dos líderes de marketing devem combater desinformação e materiais falsos estabelecendo uma forma de comprovar a autenticidade dos conteúdos. Embora a previsão para essa porcentagem seja a longo prazo, até 2027, as ações devem ser imediatas.

Se por um lado o meio digital e a inteligência artificial são facilitadores para a disseminação de informações sem fonte comprovada, serão também esses os canais aliados na identificação da veracidade de conteúdos em tempo real.

Paralelo a isso, equipes dedicadas devem trabalhar para aumentar o interesse do usuário pela marca. O objetivo é garantir o gerenciamento da reputação e alertar sobre a necessidade de destinação de recursos financeiros nessa tarefa.

2 – Investimento em mídias para conteúdo de entretenimento

Parece que os anúncios digitais amplamente utilizados pelo marketing não estão agradando a boa parte dos consumidores. Embora seja um dos principais canais para a publicidade utilizados em 2022, segundo a pesquisa, o conteúdo patrocinado é melhor aceito.

Diante disso, a previsão é que, até 2024, 70% das marcas devem destinar pelo menos 10% de seu orçamento de mídia para a colocação de produtos em conteúdo de entretenimento.

Essa previsão tem como base outro dado. Estima-se que, ainda em 2023, 85% dos consumidores com rendimentos acima de US$ 120.000,00 (renda aproximada de 16% da população americana) pagará para evitar a publicidade.

Além de realocar os investimentos, o marketing é desafiado a testar novos formatos e encontrar conteúdos de entretenimento mais adequados ao perfil da marca.

3 – Ampliação de programas de fidelidade

Das empresas que não possuem programas de fidelidade, um terço delas devem adotar este formato até 2027. Além de ser uma oportunidade para oferecer um atendimento personalizado e reter os clientes de alta prioridade, os programas de fidelidade visam a coleta de dados.

O crescimento nos investimentos em programas pode ser visto tanto no B2C, quanto no B2B. Funciona para ambos os perfis.

Para o programa de fidelidade se tornar fator competitivo, os dados coletados devem servir para transmitir mensagens hiperdirecionadas, personalizando a comunicação e atendendo às expectativas dos clientes.

4 – Responsabilização por uso ético da Inteligência Artificial (IA)

Não é aceitável o uso da Inteligência Artificial de modo indevido. Além das questões legais que envolvem o assunto, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) que regula o uso de dados, o marketing deve assumir um compromisso ético.

O risco iminente sobre abertura de processos judiciais, relacionados ao uso de automação em campanhas de marketing, abre um alerta. Até 2025, 70% dos CMOs (Chief Marketing Officer) devem identificar responsabilidade ética no uso de IA em marketing.

Além de assegurar o consentimento para o uso de dados, as questões éticas sobre o assunto devem ser amplamente conhecidas por todos os profissionais de marketing. Fora isso, deve-se expressar claramente aos usuários quando o uso de dados é aplicado.

5 – Inteligência Artificial (IA) para ações estratégicas

Se utilizada de forma estratégica, a IA permite encontrar soluções inteligentes para tomadas de decisão. As definições baseadas em dados proporcionam aprimoramento de conteúdo e melhoria na experiência do cliente (CX).

Desta forma, até 2025, as companhias que utilizam IA na função de marketing devem transformar 75% das suas atividades produtivas em atividades mais estratégicas.

A gestão inteligente do uso de dados deve otimizar os atuais esforços para personalização da jornada do cliente. Além disso, os profissionais de marketing poderão gerar respostas de maneira mais ágil.

A ideia é criar equipes mais dinâmicas integrando pessoal de marketing, dados e TI para atividades de tecnologia, análise e percepção.

Alinhada com esta tendência da Gartner, um outro estudo revelou maior maturidade sobre análise de dados dos profissionais de marketing da União Européia. E a importância de ter um perfil mais analítico e estratégico se confirma com a previsão crescente de investimentos na área.

Aplicações da inteligência artificial em estratégias de marketing (2)

Diante da variedade tecnológica, a Inteligência Artificial em marketing é o tema mais citado. Afinal, por meio da IA é possível desenvolver diversas ferramentas. As discussões sobre o assunto ocorrem tanto pela novidade, o que por si só desperta o interesse, quanto pela aceitação de que o uso da Inteligência Artificial não é uma realidade do futuro e sim do presente.

Veja abaixo algumas formas de utilizar a IA nas estratégias de marketing:

Atendimento via Chatbots

O atendimento via chatbots é uma das principais formas de uso da IA por empresas. Este é um recurso em que a máquina precisa entender o que as pessoas falam para entregar a informação correta. É uma tecnologia chamada de machine learning. Ou seja, quanto mais o usuário utiliza esta ferramenta, mais dados ele informa à máquina e mais personalizado fica o atendimento.

Os Chatbots otimizam o atendimento ao cliente e reduz custos. Geralmente são utilizados para substituir o FAQ (Frequently Asked Questions ou Perguntas Frequentes).

Assistente de Voz

O uso de assistente de voz é amplamente conhecido no conceito de casas inteligentes, onde através de comandos de voz é possível ligar e desligar aparelhos, iluminação e demais comandos da Internet das Coisas (IoT).

Dois conhecidos sistemas que utilizam essa tecnologia é a Siri, da Apple, e a Alexia, da Amazon. Ambas baseadas no chamado processo de Linguagem Natural, que significa a capacidade da máquina de responder (se comunicar) com uma linguagem humana.

No marketing, como oportunidade de desenvolvimento, essa ferramenta substitui, digitação de informações referentes a uma reclamação e o menu de opção de atendimento.

Precificação dinâmica

Precificar produtos ou serviços é sempre uma tarefa difícil. Entender os custos, e a dinâmica do mercado, como a oferta e a procura, exige uma análise cuidadosa. Com a Inteligência Artificial essa tarefa não só ficou mais fácil como propriamente dinâmica.

Um exemplo interessante desse recurso é visto em serviços de transporte, como os aplicativos Uber e 99. Ou em serviços de reserva de hotel. Funciona da seguinte forma: a cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, é um dos destinos turísticos preferidos no período de carnaval (alta demanda). Então, quanto mais próximo deste período festivo, maiores serão os valores de reserva em hotéis na cidade.

Essa tecnologia não é exclusiva para serviços. No caso do mercado imobiliário, as startups surgiram utilizando IA na precificação de imóveis para aluguel e venda. Por meio desta tecnologia, as tratativas com os donos dos imóveis ocorrem em um curto período de tempo. Afinal, não é mais necessário a presença de um corretor no local do imóvel para avaliar e sondar o valor a ser ofertado.

Newsletter

Este conhecido recurso de marketing é utilizado quando a marca deseja informar alguma novidade. Além de funcionar no fluxo de nutrição – mantendo o relacionamento da marca com o consumidor – também exerce um excelente papel no processo de venda. Ofertando o produto e serviço “sem rodeios”, inclusive sugerindo descontos na aquisição indicada.

Sugestão de produtos ou serviços

Todas as ações dos usuários direcionam para novos produtos ou serviços de interesse. As sugestões podem surgir devido a localização, buscas de conteúdos, acesso a sites, comportamento de compra e muitas outras opções.

Quem tem acesso a plataforma de streaming Netflix deve estar acostumado com a lista de sugestões de filmes ou séries que aparecem na sua tela inicial. Quanto mais a pessoa assiste a filmes de terror, mais opções de filmes do gênero irão aparecer na sua lista. Da mesma forma, os dados coletados ajudam ao marketing a indicar produtos ou serviços de acordo com o perfil do cliente.

Os resultados da personalização de conteúdo tem sido tão positivo que sem dúvida alguma se transformou em uma grande preocupação dos profissionais de marketing. Segundo a pesquisa da MarketingChart, 54% dos respondentes afirmaram que a personalização é uma meta de marketing para 2023.

‍‍

Customização de produtos‍

Que tal adquirir uma camisa com o trecho da música que você mais gosta? Até aqui não parece ser muita novidade. Porém, e se você pudesse ver como a camisa fica em você antes de finalizar a compra? Isso tudo sem se deslocar até uma loja física.

Se com o exemplo da camisa essa ideia parece fora da realidade, imagina com tênis? A Nike, sempre em busca de um produto diferenciado, estuda utilizar IA para escanear os pés dos usuários. O acesso por meio de um aplicativo indicaria o tênis ideal.

A customização de produtos com o auxílio de IA abrange diversos canais, como a realidade aumentada e a identificação por imagem ou vídeo. Não envolve apenas a aquisição de um produto, e sim a experiência da compra. Por isso é tão importante criar estratégias de marketing adequadas.

Como o marketing pode gerar resultados de valor (3)

Comunicando a empresa, marca, produto ou serviço

Os papéis do marketing muitas vezes são confundidos com o papel de vendas. Quem tem a missão de vender um produto ou serviço é a equipe de vendas. O marketing é quem comunica a sua empresa e apresenta o diferencial do relacionamento que você vai construir com o cliente.

Uma das formas de comunicar a empresa é fornecer conteúdos sobre produto ou serviço da marca. Conforme apontado em pesquisa da MarketingCharts, realizada com mais de 1.200 profissionais de marketing e conteúdo criativo, aproximadamente 60% dos entrevistados afirmam que fornecer estes conteúdos é o principal benefício para o marketing.

E mais, o conteúdo é visto como uma opção para proporcionar experiências envolventes. Com ele, as empresas são capazes de se diferenciar dos seus concorrentes e mostrar sua proposta de valor exclusiva para o mercado. Assim como direcionar o tráfego do site, gerar leads e, por fim, aumentar a receita da organização.

Encantando o cliente

Conforme foi visto até aqui, com a Inteligência Artificial é possível utilizar diversas ferramentas, criar canais de comunicação e estratégias. A IA identifica o cliente, sabe o que ele deseja, aponta o fit que ele tem com a empresa (a marca possuir o produto ideal para o consumidor), mas o grande diferencial é quando a companhia sabe encantá-lo.

Quando os usuários fornecem dados, eles esperam que as marcas utilizem essas informações para surpreendê-los. E é nessa missão que o marketing gera resultados de valor.

Embora as sugestões de compra sejam fundamentais para o consumidor conhecer uma empresa ou produto, em muitos casos, o fator recomendação é decisivo na tomada de decisão.

Clientes que tiveram uma boa experiência de compra, além de voltar a consumir outros produtos ou serviços da empresa, eles a indicam para demais pessoas. E com o uso das redes sociais, a indicação pode não se limitar a amigos próximos, como também diversos seguidores e desconhecidos.

Como encontrar soluções para sua empresa (4)

O mercado hoje pede soluções de marketing inovadoras e impulsionadas pela inteligência artificial (IA) para ajudar o cliente a alcançar seus objetivos comerciais. Combinando a expertise em marketing com as mais recentes tecnologias de IA, é possível oferecer estratégias personalizadas e eficazes que impulsionarão seu negócio.

A DIWE fornece soluções que reúne todos os fatores tangíveis ao marketing. Seja com o uso da Inteligência Artificial, novas tecnologias, inovação ou equipes com verdadeiros agentes transformadores.

Com uma abordagem própria, que chamamos de Metodologia Profound™, conectamos ideias inteligentes para uma entrega de valor personalizada de acordo com as necessidades do seu negócio.

O jeito DIWE de criar soluções, faz com que a sua empresa tenha impacto nas camadas mais profundas da cadeia de valor:

Inteligência
Experiência
Inovação

Share This Article
Leave a comment